JARGUS 2018

Caro colegas do Sul do Brasil


Tudo pronto para nossa XIV JARGUS 2018 !!

É a Jornada anual da Associação Gaúcha de Ultrassonografia - ARGUS, filiada à Sociedade Brasileira de Ultrassonografia (SBUS). Também será o II Encontro Gaúcho da SOBRAMEF-SBUS (Sociedade Brasileira de Medicina Fetal).


Nesse ano, a JARGUS será realizada nos dias 26 e 27 de outubro de 2018, no NOVOTEL Três Figueiras, Porto Alegre, RS.

Serão dois dias de intensa programação científica para compartilhar conhecimentos.


Nessa oportunidade ocorrerá também a I FINUS-RS, Feira de Implementos e Negócios em Ultrassonografia, que oportunizará o encontro da indústria de equipamentos e serviços desse segmento (que talvez seja o que mais se desenvolveu nos últimos anos), com seus consumidores diretos. A visita a feira será gratuita, com descontos especiais aos inscritos no evento científico.


Inscrições estarão abertas.

Visite o HOTSITE www.jargus2018.eventize.com.br


Dr. Jorge Telles, presidente da ARGUS

quarta-feira, 21 de novembro de 2018

JARGUS SUCESSO!!

Oi pessoal,
Gostaria de agradecer a todos que colaboraram com o sucesso da nossa Jornada Gaúcha de Ultrassonografia 2018.
Patrocinadores, expositores na FINUS, palestrantes, staff e participantes abrilhantaram o evento. Isso estimula a continuarmos avante.
Até o ano que vem com novos eventos pessoal!
Jorge Telles

sábado, 22 de setembro de 2018

ATENÇÃO! NOVO LOCAL JARGUS 2018

Em virtude da necessidade de espaço para comportar nosso grandioso evento, passamos para o NOVOTEL Três Figueiras, onde teremos amplo espaço para a FINUS-RS e para o evento científico.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Epidemia de microcefalia ou de uma virose pelo Zika Vírus?

O Ministério da Saúde reconhece que estamos vivendo uma epidemia. Isso se deve ao acentuado número de fetos e neonatos com microcefalia, observados especialmente no nordeste do país, superando 1700 casos. A Associação Médica do RS, a Associação Gaúcha de Ultrassonografia (ARGUS-SBUS) e o Centro Gaúcho de Medicina Fetal (Clínica Ecomoinhos) alertam para o fato de estarmos enfrentando, na verdade, uma epidemia de uma doença infecto-contagiosa causada possivelmente por um vírus com tropismo pelo sistema nervoso central, que provoca uma grave encefalopatia. Os exames de imagem, especialmente a Ultrassonografia, constatam que há uma acentuada destruição do Sistema Nervoso dos bebês acometidos. A etiopatogenia da microcefalia sugerida é uma encefalite, que leva a lesões destrutivas do cérebro, decorrentes do processo inflamatório infeccioso num órgão em formação. A lesão destrutiva do cérebro não permite o seu crescimento adequado (microcefalia) e a falta de crescimento cerebral não estimula o crescimento craniano que é o que medimos na ultrassonografia e no recém nascido. Os médicos brasileiros e as entidades médicas estão concentrando esforços para descobrir o real agente etiológico desse processo, que parece ser o Zika Vírus, a forma de transmissão, a virulência do vírus e qual o perfil dos indivíduos infectados. Já identificamos que  ele acomete gestantes provavelmente no primeiro trimestre de gestação. Há suspeita que possa também atingir outros grupos de seres humanos, incluindo adultos. Dessa forma, precisamos estar atentos, pois enfrentamos uma epidemia sim, mas não se trata apenas de um surto ou epidemia de uma malformação isolada, pois a microcefalia é o resultado ou sequela do processo destrutivo do tecido nervoso, causado por esse agente infeccioso. A relativa baixa velocidade de disseminação, mas crescente, da doença para onutras regiões se deve à forma de contagio, presumivelmente pelo mosquito. Assinalamos que o médico Ultrassonografista ou especialista em Medicina Fetal tem condições de identificar sinais ultrassonográficos do comprometimento fetal. Devido ao aparecimento tardio, em muitos casos, sugerimos especial atenção dos colegas nos exames morfológicos fetais no segundo e terceiro trimestres. Por hora, recomendamos a todos, particularmente às grávidas no primeiro trimestre de gestação, que usem repelentes além de mosqueteiros, procurando se afastar de zonas endêmicas. Qualquer gestante que apresente lesões pelo corpo com prurido que procurem seu médico pré-natalista imediatamente para avaliação e recomendações particularizadas. 

Dr. Jorge Telles

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

ATENÇÃO PARA NOVOS PROCEDIMENTOS NA CBHPM 2013


A Comissão CBHPM da FEBRASGO, elaborou uma proposta de atualização da CBHPM, que foi apresentada no Congresso Brasileiro da entidade em 2009. Esta proposta englobava procedimentos realizados na especialidade de Ginecologia e Obstetrícia e nas áreas de Atuação da especialidade, reconhecidas pelo CFM.
Foram 26 sugestões, que foram levadas à Câmara Técnica da CBHPM da AMB. Este órgão da AMB  solicitou que as propostas fossem enviadas em agrupamentos menores, para facilitar a exposição aos membros da Comissão e para que fosse obedecido o tempo de discussão de 30 minutos destinado a cada especialidade nas reuniões, que acontecem mensalmente.
Cabe esclarecer que esta comissão é formada por representantes da AMB e dos diversos setores da saúde complementar, incluindo ABRANGE, UNIMEDs, UNIDAS, Seguradoras de Saúde.
Importantes conquistas foram obtidas dia 28/11 próximo passado na área de Medicina Fetal:
Novos códigos na Ginecologia e Obstetrícia para a CBHPM 2013
CÓDIGO
PROCEDIMENTO
PORTE
CUSTO OPER.**
AUXIL
PORTE ANEST
Novo*
Cirurgia fetal guiada por ultrassonografia
9A
24,33
1
5
Novo
Cirurgia fetal endoscópica (guiada por ultrassonografia e fetoscópio)
11A
24,33
1
6
Novo
Intervenção do obstetra na cirurgia fetal à céu aberto
8B
24,33
1
5
Novo
Cordocentese guiada por ultrassonografia
5A
12,17
1
0
Novo
amniodrenagem ou amnioinfusão guiadas por ultrassonografia
5A
12,17
1
0






* O novo código substituirá o código 3.13.09.07-0 (Derivações em cirurgia fetal)
** O custo operacional inclui a utilização de ecógrafo e fetoscópio
Modificações aprovadas na reunião da Câmara Técnica da CBHPM da AMB do dia 28/11/2012